Eu escrevo


Eu escrevo
então tatuei uma chave no pulso esquerdo
perto da mão com a qual seguro o lápis
pra não esquecer nunca
que isso é tudo o que eu sei
que existir é sobre isso

Mas nunca me disse escritora

certo medo de pré-escola
uma insegurança a me pesar sobre os ombros

olho em volta
e qualquer zé mané
não tem medo algum

em letras garrafais
a assinatura bem empolada sobre a linha fina:
escritor

Então eu não escrevo
não só

Há que se apropriar do feminino
da marcação de gênero
do chamamento

Sou escritora

e não há métrica ou verso
em que eu não me aprisione
para me libertar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...