Carta aberta para um amor bem perto

Me peguei pensando em você. Digo isso de modo a não parecer uma hipérbole ambulante que te respira em cada traço de caneta ou piscar de luzes.
Na verdade penso em você em cada segundo que o relógio roda e em que você não está aqui.
Você não está aqui. Mas posso jurar que se eu fechar os olhos - assim - sem grandes esforços, posso sentir sua cabeça tombada em minhas coxas enquanto eu te leio alguma bobagem ou te digo alguma sujeira ao pé do ouvido. 
Eu gosto da nossa cumplicidade, das nossas descobertas, do modo como seu cheiro se mantém em meu corpo depois que a gente faz amor, do jeito que você morde e contrai os lábios quando sente prazer, da intensidade com que você me penetra - sem nem perceber que me invade não só as entranhas, mas a corrente sanguínea, a alma e o coração. 
Você não deve perceber, mas eu perco metade do tempo em que te olho me dedicando em guardar você em várias partes de mim - poros, mãos, vãos escondidos, planícies secretas - para deglutir você enquanto meu corpo grita por um toque, uma respiração no pescoço, um roçar de pernas ou de corpos, dentro dessa saudade que me deixa aflita no meio de tantos lençóis. 
Ergue esse teu rosto que se apoia nas minhas coxas, me arranca a vergonha, a roupa, os cabelos, me tenha com o gosto das palavras recém lidas na ponta da língua ou dos dedos. Desse modo, iremos para a cama com Clarice, Virgínia, Caio, quem pode saber. Quero você dentro de mim. 
Sussurra em meu ouvido algum poema de Vinicius antes de despejar seu líquido que me faz ser sua fêmea & amante & amada & mulher e faz de você O Meu Grande Amor.
Se despeja em mim desse modo. Transborde as vontades, as faltas de amor que ficaram no passado, o desejo de ser eterno.
E morra. Ainda dentro de mim. Conhecendo assim a morte mais doce e bela que pode exisitir: a morte que nasce da cerimônia doadora de ser.
Te sou e te sinto em mim como nunca.
Sempre sua,

Layse

madrugada de 21/01/2010

5 comentários

  1. Laaa vc é tudo né? Que orgulho! Saudade de quando eu era a primeira a estrear seus textos! Beijoss
    Dessa

    ResponderExcluir
  2. carambaaaa! que lindo cara, quanta sinceridade e direta como é, ela fala tudo o que tem a ser dito, e fala perfeitamente bem...
    ADOREY! :* Layse

    ResponderExcluir
  3. Cacete! Que texto!!!! Ficando viciada no blog. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Jannah. Fico feliz :)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...